domingo, 27 de maio de 2018

Niterói, RJ

Entrevista: Thaís Mello mostra como se prevenir da depressão natalina

Publicado em 21/12/2017 - 15:02

Nem todas as pessoas se alegram com as festas de Natal e Ano Novo, quando familiares, parentes e amigos se reúnem para trocar gentilezas e presentes. Algumas, ao contrário, tem uma tendência ao isolamento, porque se sentem incomodadas por um ou mais motivos.  Para tentar entender porque isso acontece, e como agir em caso de depressão em pessoas próximas, NITEROI URGENTE procurou a psicóloga Thaïs Maria Mello Cezar da Rocha, especialista em Psicologia Cognitiva Comportamental Racional Emotivo e Hipnoterapeuta e Sexóloga.

NITERÓI URGENTE – As festas de final de ano se aproximam Natal e Ano Novo, e os seus significados podem ser diferentes para diferentes pessoas. É comum, ver pessoas se deprimidas nessa época?

DRA. THAÍS – Na verdade não se pode dizer que é a época que deprime as pessoas, os que já são deprimidos que, nessa época ficam mais sensíveis.

NITERÓI URGENTE – Como se prevenir da depressão nessa época?

Siga-nos no Twitter, adicione nossa Página no Facebook

DRA. THAÍS –  Se considerarmos a época como desencadeante do processo depressivo, as pessoas à volta do indivíduo devem procurar dar mais atenção e encaminhar para uma Terapia Cognitiva Comportamental urgente!

NITERÓI URGENTE – A família e os amigos podem ajudar? Como?

DRA. THAÍS – Sim, observando e encaminhando para Terapia Cognitiva Comportamental.

NITERÓI URGENTE – Quais os riscos de uma depressão não tratada?

DRA. THAÍS – No caso mais grave sem tratamento e total abandono, uma tentativa de suicídio.

NITERÓI URGENTE – Quais são os principais sintomas?

DRA. THAÍS – Na verdade não se sofre por um choque de nossas experiências, o chamado trauma, porém se faz delas exatamente aquilo que serve a nossos propósitos. Na verdade somos indivíduos auto determinadores pelo significado que atribuímos a nossas experiências e que provavelmente consideramos que existe algo de errado envolvido, quando tomamos certas experiências específicas como base para nossa vida futura. Os significados não são determinados pelas situações, mas antes determinados a nós mesmos pelos significados que atribuímos às situações. Pensamentos primitivos como: eu sou medroso; Sou um covarde desprezível; sempre fui e sempre serei covarde; Tenho um defeito de caráter; Uma vez que sou realmente fraco não tem nada que eu possa fazer a respeito

NITERÓI URGENTE – A depressão que se manifesta na adolescência tem os mesmos sintomas da depressão na terceira idade?

DRA. THAÍS – Qualquer indivíduo pode apresentar aspectos depressivos, dependendo de como evoluiu sua inteligência emocional. Os indivíduos considerados normais, em respostas às situações traumáticas, ainda conserva o interesse e avalia realisticamente outros aspectos não traumáticos de sua vida. Por outro lado, o pensamento da pessoa inclinada à depressão se torna marcantemente limitado e desenvolvem-se ideias negativas acerca de todos os aspectos de sua vida.

NITERÓI URGENTE – Como é o tratamento?

DRA. THAÍS – Formulamos a ideia e as crenças disfuncionais do indivíduo sobre si mesmo, suas experiências e seu futuro e buscamos testar a validade dessas hipóteses de forma sistemática. Por exemplo: Se o indivíduo acredita que todas as pessoas que ele encontra lhe voltam às costas por aversão, procuramos auxiliá-lo a estabelecer um sistema para julgar as reações das outras pessoas e motivá-lo a seguir, a fazer avaliações objetivas das expressões faciais e movimentos corporais dessas outras pessoas.

O modelo cognitivo para explicar o substrato psicológico da depressão, usa de postular conceitos como: tríade cognitiva, esquemas, erros cognitivos (pensamentos defeituosos da informação) e maturidade emocional. Os depressivos costumam ter erros sistemáticos de suas crenças, usam de interferência arbitrária; abstração seletiva; hipergeneralização; exagero e a minimização; personalização e pensamento absolutista, dicotômico.

Nós Terapeutas Cognitivos, passamos trabalhos de casa especializados, inventários entre outros, para que possam enfrentar situações futuras com seus aprendizados terapêuticos.

Fale com a Dra. Thaís Mello no E-mail: thaismariamello7@gmail.com

 

Veja também

Deixe o seu comentário

PUBLICIDADE