quarta-feira, 18 de julho de 2018

Niterói, RJ

Assessor é assassinado após depor sobre a morte de Marielle Franco

Publicado em 09/04/2018 - 20:32

 

Um colaborador do vereador Marcello Siciliano (PHS) foi morto a tiros, na noite de domingo, na Taquara, Zona Oeste do Rio. Alexandre Pereira era líder comunitário e representava a região na Câmara. O crime ocorreu dois dias após Siciliano depor na Delegacia de Homicídios (DH) da Capital sobre o caso da morte da vereadora Marielle Franco (Psol) e de seu motorista, Anderson Gomes, no dia 14 de março.

Siga-nos no Twitter e no Facebook

A Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco) da Polícia Civil investigava a possível relação de Alexandre com milicianos da Taquara. Já a DH, que não intimou Alexandre a depor no caso Marielle, vai investigar a relação dele com o vereador Siciliano e com milicianos.

Marcello Siciliano depôs sobre o caso da morte de Marielle Franco na última sexta-feira. Os policiais foram ao gabinete de Siciliano na Câmara dos Vereadores na quinta-feira, mas ele não estava no local. Na manhã de sexta, o parlamentar foi notificado para prestar depoimento, que ocorreu um dia após o vereador Zico Bacana (PHS) ir à Delegacia de Homicídios.

Veja também

Deixe o seu comentário

PUBLICIDADE