terça-feira, 22 de janeiro de 2019

Niterói, RJ

Polícia investiga atuação de milícia em São Gonçalo

Publicado em 17/01/2018 - 20:18

 

A Divisão de Homicídios de Niterói, São Gonçalo e Itaboraí prendeu um homem suspeito de pertencer a um grupo de milicianos em São Gonçalo, na Região Metropolitana do Rio, na noite de terça-feira (16).

Siga-nos no Twitter e no Facebook

Rodrigo da Costa Oliveira Melo, de 25 anos, foi preso com um revólver calibre 38, municiado e pronto para uso, além de um veículo Honda Fit clonado e uma moto Honda Bros. Os dois veículos eram roubados.

A polícia investigava se milicianos cometeram assassinatos recentes na região do Porto Velho, em São Gonçalo, Região Metropolitana do Rio quando prenderam Rodrigo.

Na noite de terça-feira, policiais foram até a comunidade do Pica-Pau apurar uma denúncia anônima de que os milicianos que controlam a localidade teriam matado, Luiz Cláudio Mendes França, de 24 anos, no sábado (13). A região é bem próxima de onde uma mulher, identificada apenas como Fabiana, foi encontrada morta na mesma data, à noite.

As investigações sobre os dois assassinatos levaram os investigadores até grupos de milicianos que controlam a venda de gás, internet clandestina e cobram pedágios de comerciantes na região do Pontal, Porto Velho e Porto da Madama.

Os milicianos, segundo denúncia anônima recebida pela polícia, estariam reunidos no campo da Brahma, e pretendiam matar outras possíveis testemunhas do homicídio de Luiz Cláudio. Ao chegarem ao local, a polícia encontrou Rodrigo, conhecido como Russinho, e o prendeu.

Preso em flagrante pelo porte de arma de numeração raspada e receptação de veículos roubados, Russinho havia acabado de esconder o carro clonado na garagem de uma casa abandonada em uma travessa da favela atrás do campo onde foi encontrado.

Russinho é apontado como um dos matadores mais atuantes da milicia investigada. Ele já ficou preso por um ano por um homicídio, mas saiu há três meses da cadeia beneficiado por um Habeas Corpus. Atualmente, ele responde por outra morte na 4ª Vara Criminal de São Gonçalo.

Veja também

Deixe o seu comentário

PUBLICIDADE