terça-feira, 23 de abril de 2019

Niterói, RJ

CLIN remove pichações na Praia do Sossego

Publicado em 05/02/2016 - 14:40

O órgão está intensificando o combate ao vandalismo em vários bairros.

0 - pedra-Camboinhas

A Companhia de Limpeza de Niteroí (CLIN) está intensificando o combate à ação de vândalos que insistem em pichar patrimônios públicos, além de pontos turísticos e áreas de preservação ambiental na cidade. O órgão concluiu hoje(04/02), o trabalho de limpeza de um dos pontos de visitação mais bonitos da cidade e que também havia sofrido com a ação dos pichadores: as pedras do mirante na Praia do Sossego, Região Oceânica.

De acordo com a CLIN, vários locais sofrem esse tipo de ação, o que obriga o órgão a repetir a limpeza inúmeras vezes. Alvos preferenciais de vandalismo desse tipo na cidade são as ruas Feliciano Sodré e Marquês do Paraná, no Centro da cidade, a Alameda São Boaventura, aEstrada do Contorno, a Estrada Francisco da Cruz Nunes, além de monumentos públicos, que são frequentemente atingidos pelos atos de vandalismo.

Siga-nos no Facebook e no Twitter

“Para remoção de pichações em locais e patrimônios públicos, precisamos utilizar um produto específico, além disso. Precisamos coibir estas ações de vandalismo e para isso é necessário que a população colabore denunciando quaisquer irregularidades que danifiquem o patrimônio que é de todos nós”, alerta Antônio Lourosa, presidente da CLIN.

Atualmente são utilizados dois produtos para remoção de pichação. Um é indicado para, cobre e bronze; e outro, para pedras, concretos, monumentos, granitos e mármores. Ambas são soluções limpadoras de alta eficiência na limpeza de oxidações, fuligens e impregnantes químicos e naturais.

Considerada vandalismo, a pichação está inserida na  leis de crime ambiental conforme o artigo 65 (pichar, grafitar ou por meio conspurcar edificação ou monumento urbano), da lei 9.605/98. A penalidade para quem for pego pichando é de três meses a um ano de reclusão.

A população também pode colaborar denunciando pelo 190, acionando de imediato, a Polícia Militar .

Veja também

Deixe o seu comentário

PUBLICIDADE