segunda-feira, 24 de setembro de 2018

Niterói, RJ

Amigos de dentista preso por homicídio são denunciados por tráfico

Publicado em 12/03/2018 - 20:10

 

A polícia decidiu investigar todos os amigos do dentista Gilberto Gomes envolvidos no episódio de sábado, quando ele sacou a arma de um policial civil, matou Nelson e deixou Wagner gravemente ferido.

O dentista voltava de uma festa com os amigos Raphael, Frederico, Igor, Nelson, Wagner e Carlos (o policial) na manhã de sábado. Segundo a polícia, eles estavam parados em frente ao prédio dos irmãos Raphael e Frederico. Raphael teria subido ao apartamento supostamente para trocar de roupa quando o dentista Gilberto desarmou Carlos, que é policial civil, e atirou contra o grupo.

Siga-nos no Twitter e no Facebook

O dentista Gilberto, que confessou o crime, foi preso em flagrante. O policial Carlos se apresentou à polícia durante a prisão do dentista.

Drogas

De acordo com o delegado Leonan Calderaro, da Divisão de Homicídios, os investigadores que apuravam o crime suspeitaram que a ação de Gilberto contra os amigos teria relação com o consumo de drogas. Diante disso, conseguiu na Justiça um mandado de busca e apreensão nos endereços de todos os envolvidos.

No apartamento dos irmãos Raphael e Frederico os policiais encontraram metanfetamina, LSD, haxixe e maconha, além de balanças de precisão e caderno com anotações contábeis referentes ao comércio ilegal de drogas. Já na casa de Igor foram encontradas sementes de maconha e uma balança de precisão.

Os três foram presos em flagrante e serão denunciados à Justiça por tráfico de drogas e associação para o tráfico.

(Com informação do G1)

Veja também

Deixe o seu comentário

PUBLICIDADE