quarta-feira, 13 de dezembro de 2017

Niterói, RJ

Baleia morta é removida da praia de Ipanema

Publicado em 16/11/2017 - 15:48

O trabalho para retirar a carcaça da baleia que apareceu morta na Praia de Ipanema, na Zona Sul do Rio, contou com três retroescavadeiras. Um guincho içou a carcaça até um caminhão. E atraiu muita gente curiosa. O trabalho começou por volta das 19h de quarta-feira (15) e só terminou na madrugada desta quinta-feira (16). Carcaça foi levada para aterro na Baixada Fluminense.

“Imensa. Nunca vi na minha vida”, disse a estudante Rose Silva.

“Desde cedo nós estamos aqui. Nunca vimos uma baleia desse tamanho. É triste, mas agora ela aparece já tem uns dias que está morta”, comentou o turista Rafael Teixeira

A baleia, da espécie jubarte, tinha mais de 15 metros e pesava cerca de 20 toneladas. A Comlurb disse que o animal foi levado para o Centro de Tratamento de Resíduos, em Seropédica, na Baixada Fluminense.

“O corpo será levado para o aterro bioenergético e será coletado o gás metano desse corpo da baleia que foi produzido com a decomposição, que nós vamos colocar numa cápsula no local específico e com isso nós vamos produzir biogás. Uma energia limpa e vamos deixar de lançar no meio ambiente o metano, um gás do efeito estufa. Então, com isso nós vamos ganhar crédito de carbono. E o esqueleto vai ser destinado provavelmente a algum museu, o prédio da Uerj, por exemplo, já está interessado nos ossos desse animal”, disse o presidente da Comlurb Rubens Teixeira.

(G1)

Veja também

Deixe o seu comentário

PUBLICIDADE