terça-feira, 17 de outubro de 2017

Niterói, RJ

O Cluster seleciona artistas e bandas para concorrer a prêmio

Publicado em 08/08/2017 - 15:39

0 - premio-bandas

A plataforma multicultural O Cluster abre inscrições para selecionar bandas e músicos que possuem um trabalho autoral para concorrer ao Prêmio Espiritu Libre Novos Sons. Para isso, convidou o site de financiamento coletivo Embolacha para participar da curadoria do Prêmio juntando forças para identificar e divulgar novos nomes da cena musical.

Os artistas e bandas inscritos passarão por uma seleção prévia que será realizada pela Embolacha. Os selecionados participarão do próximo O Cluster, que acontece no dia 3 de setembro, na Casa França Brasil e concorrerão ao Prêmio.

Envie fotos, vídeos e denúncias pelo WhatsApp 21 97668-4107

Curta nossa Página no Facebook. Siga-nos no Twitter

A seleção para o Prêmio será dividida em duas categorias: “Super Novos” voltados aos artistas que nunca gravaram por meio de financiamentos coletivos (crowdfunding), mas que desejam gravar e “Novos” para aqueles que já tenham álbum lançado por meio de qualquer plataforma de crowdfunding. Serão selecionados três finalistas por categoria para concorrer ao Prêmio. Os vencedores serão escolhidos por júri popular no dia 3 de setembro, durante o evento.

O Prêmio Espiritu Libre Novos Sons dará ao artista/banda vencedora na categoria “Novos” o valor de R$1.200,00 em dinheiro para um show na edição de aniversário d’ O Cluster, que acontece no dia 12 de novembro, na Casa França Brasil. Ao vencedor na categoria “Novíssimos”, o prêmio será no valor de R$1.200,00 de aporte na campanha de financiamento no site da Embolacha, dando a oportunidade do artista e/ou banda de ter o seu disco gravado.

“Pensar esse prêmio com O Cluster vem ao encontro da missão principal da Embolacha que é a de promover, pensar e construir novos modelos de negócio na indústria musical. Queremos estimular público e artistas a serem agentes ativos na valorização de uma cena musical super rica que é o Rio de Janeiro e, quem sabe no futuro, expandir para outras cidades do Brasil onde O Cluster já atua.” – ressalta Bernardo Pauleira, idealizador do Embolacha.

As inscrições acontecem até o dia 18 de agosto e podem ser feitas no link: https://goo.gl/forms/SPfguvPL5DbTS5Vg1. Os finalistas serão anunciados no dia 28 de agosto nas redes sociais d’ O Cluster.

A marca Sol é a patrocinadora d’ O Cluster e do Prêmio Espiritu Libre Novos Sons.

O Cluster

O Cluster é uma plataforma multicultural que ocupa a cidade com vários segmentos da cadeia criativa e oferece ao público todas as novidades da cena e do mercado carioca a partir de uma criteriosa curadoria realizada por Carolina Herszenhut, também idealizadora do evento. Ao entrar no quinto ano, O Cluster marca a expansão curatorial da plataforma que passa a divulgar, também, novas performances artísticas e musicais. Com isso, a plataforma, que há quatro anos apresenta novos estilistas e designers, passa a divulgar a vanguarda nas cenas musical e artística além dos expositores de moda, artes, design e gastronomia presentes durante os eventos que acontecem em vários pontos da cidade, além de Belo Horizonte e Recife.

A Embolacha

A Embolacha é um site de financiamento coletivo direcionado exclusivamente para projetos artísticos e culturais, fundada em abril de 2011. Trata-se de um modelo de negócio em que o público financia diretamente o projeto de um artista em troca de recompensas, experiências e produtos – cortando os intermediários e apagando as fronteiras entre artista e público.

A Embolacha também é uma loja, na qual artistas podem vender seus produtos com segurança, oferecendo diversas formas de pagamento. Assim, o artista pode continuar sua relação direta com seu público, mesmo após o fim da campanha – vendendo, por exemplo, os produtos gerados pelo financiamento coletivo.

Essa é uma ferramenta que abre espaço para uma nova relação entre artistas e público. É a chance do público decidir quais ideias terão sucesso, e receber recompensas criativas que só quem colaborou terá acesso. Juntas, pessoas diferentes podem reinventar o cenário artístico, compartilhar experiências únicas e ir cada vez mais longe.

 

Veja também

Deixe o seu comentário

PUBLICIDADE