terça-feira, 27 de junho de 2017

Niterói, RJ

FIRJAN inaugura o primeiro FabLab de Niterói

Publicado em 26/03/2017 - 18:57

Laboratório voltado para a prototipagem faz parte de uma rede mundial e tem como objetivo estimular a criatividade e inovação no ensino.

0 - FabLab Niterói.Foto©Vinicius Magalhaes-4918

O Sistema FIRJAN inaugurou sexta-feira, 24, o primeiro FabLab do Leste Fluminense, no SENAI Niterói. O espaço foi pensado para estimular a inovação no ensino, com laboratórios de fabricação digital voltados, principalmente, para a prototipagem.

Curta nossa Página no Facebook. Siga-nos no Twitter

O ambiente faz parte de uma rede criada no Center for Bits and Atoms, do Instituto de Tecnologia Massachusetts (MIT), e conta com centenas de unidades espalhadas pelo mundo todo. A proposta é que o FabLab sirva de ferramenta para concretizar ideias dos alunos, que são constantemente estimulados a pensar em soluções para os desafios da indústria.

De acordo com o superintendente do SESI e diretor Regional do SENAI, Alexandre dos Reis, o laboratório é um ambiente de criação onde soluções de problemas serão apresentados para as indústrias.

“Esse recurso, essa nova educação faz com que a distância entre empresas e escolas diminua. Formar e transformar um profissional melhor e mais empreendedor que consiga ir além do nosso dia a dia. Isso faz toda a diferença”, acrescentou Alexandre.

Os FabLabs são centros de pesquisa e produção que utilizam máquinas de última geração e tecnologias digitais para criar objetos, produzir outras máquinas e fazer experimentos sem depender da escala industrial. O foco dos laboratórios é a invenção e a inovação. No SENAI FabLab, os estudantes terão acesso a equipamentos como a impressora 3D, as máquinas de corte a laser, entre outros.

Como o projeto está conectado a outros laboratórios da rede, os estudantes terão a oportunidade de trocar informações e experiências com pesquisadores do mundo todo pra que seus projetos sejam executados de maneira colaborativa.

A aluna do curso de Web Design, Cristina de Matos, do SENAI Niterói, disse estar muito feliz de conhecer e participar desse aprendizado tecnológico e inovador. “Isso abre portas para o mercado de trabalho. É muito bom saber que o Senai nos dá essa possibilidade de criar e inovar. Uma experiência única e muito gratificante”, enfatizou.

Na próxima semana será inaugurado o FabLab em Resende. Atualmente, a Federação tem unidades em Benfica, Campos e Friburgo.

Desafio SENAI+Indústria

Na ocasião também foi apresentado o espaço Pré-Acelera, segunda fase criada para dar vida às soluções propostas no Desafio SENAI + Indústria. Através do projeto, lançado em 2016, as empresas cadastram um ou mais problemas reais que estejam enfrentando e que afetem, por exemplo, sua produtividade e competitividade, e os alunos se reúnem para propor soluções inovadoras e viáveis.

Segundo o presidente da Representação Regional FIRJAN/CIRJ Leste Fluminense, Luiz Césio Caetano, a inauguração do FabLab com a sua complementação da sala Pré-Acelera cria toda a produção da cadeia produtiva, desde o planejamento, passando pelo design até a prototipagem das peças e equipamentos.

“Um conceito novo e inovador para desenvolver projetos com essa tecnologia. Tudo isso com criatividade e ousadia. Estamos mostrando um caminho para que os futuros trabalhadores da indústria cheguem ao topo”, comentou o presidente da FIRJAN Leste Fluminense.

Dos projetos elaborados pelos estudantes, o SENAI seleciona aqueles que tem potencial de inovação. A partir daí, os alunos responsáveis ficam dedicados no espaço Pré-Acelera, sob a orientação de monitores, durante quatro meses. É nesse período que eles repensam seus projetos, testam protótipos e fazem seus planos de negócios. Ao final, a ideia é que todos os participantes tenham desenvolvido protótipos capazes de conquistar o mercado, que serão apresentados a potenciais investidores.

(Com Assessoria)

Veja também

Deixe o seu comentário

PUBLICIDADE